Encantamento

Brincar nessa praia sem tempo
Construindo castelo encantado
Buscar sua imagem ao longe
Sonhar de querer esse amado

Viver à fantasia

Percorrer seu mundo marcado
Viver um sonho dourado
Amar e querer esse Ser

A mulher não deixar esquecida
A criança brinquedo encontrado
A febre de conquista sem tédio
Brincar... de verdades ou nada

Encontrar...Em seus olhos
Verdes Estrelas
Em sua boca
Doces Palavras...
Escritas na pele...
Escritas no céu...

Olhos que encantam esse sonho
Mãos que desenham desejos
Entradas de bosques floridos.

 

 

Autoria: Maria Inês Simões
Todos os direitos reservados


 

 

Envie esta poesia para dez amigos, é só clicar na imagem abaixo:

 

 

 

Poetic Soul Counters


Webmaster: Lupércio Mundim



copyright 2002 - 2003  by